Devemos sempre lutar por o que queremos e nunca desistir… :)

Quando recebi esta história fiquei logo em pulgas para a partilhar, esta é sem duvida uma mamã cheia de garra e coragem, conheço-a a alguns anos mas a realidade é que a “nossa” gravidez nos aproximou bastante… 🙂 

 ” Mãe de 1 + 2

11744818_10204596593935954_1008027728_o

Sou mãe de um menino muito traquinas com 10 anos e recentemente fui mãe de um casalinho de gémeos.
Sempre sonhei ter 3 filhotes, mas do sonhar ao realizar tem muito que se lhe diga, por vezes as coisas não acontecem como nós desejamos.
Quando engravidei a primeira vez tive logo um pressentimento que ia ter um menino, até um casaquinho azul comprei. No dia da ecografia a notícia já não foi novidade para mim, eheheh. Foi uma gravidez muito serena, sem contratempos, tirando alguns enjoos que começaram aos 4 meses e foram até ao fim. Nasceu às 40 semanas certas, um parto estacionário que acabou numa cesariana, foi o que mais me custou porque sempre tinha sonhado com um parto normal. O kiko foi um menino sempre muito traquinas, no início chorava imenso. Se fosse algum lado tinha que andar sempre carregada de brinquedos para o entreter. Hoje em dia com as novas tecnologias basta um telemóvel ou ipad para os distrair.

Trakinas... :)
Trakinas… 🙂

Quanto tinha quase 3 anos decidimos tentar o 2 filhote, mas passou 1 anos, 2 anos…. 6 anos e nada. Médica entretanto tinha falado em recorrer a tratamentos de fertilidade mas sempre recusamos, até que demos o braço a torcer, na 2 inseminação intra uterina tivemos o nosso tão esperado positivo, tudo corria bem, até chegar o dia da ecografia do 1 trimestre, estava mesmo feliz, mas quando começaram a fazer eco alguma coisa não estava bem. A bebé não apresentava batimentos cardíacos, nesse momento o mundo desabou. Fui internada para fazer interrupção, um processo doloroso fisicamente mas principalmente psicologicamente, era uma menina. Nunca esquecerei, e será mais um filho que tive, um anjinho para nos proteger.
Passado 3 meses voltamos a fazer novo tratamento, e mais um positivo, mas com 7 semanas tive um aborto espontâneo.
Ficou marcado outro tratamento passado 3 meses, entretanto fomos de férias e quando viemos estava à espera que menstruação viesse para fazer novo tratamento. Pois é, esperei esperei e nada, até que decidi fazer teste gravidez e deu positivo, nem acreditava e fiz análise ao sangue, mesmo assim não acreditei, passado 48h repeti para ver ser havia evolução da hormona beta Hcg e houve, ai comecei acreditar neste milagre. Falei com médica e passado 15 dias fui fazer ecografia, não dava para ver nenhum embrião, o saquinho era pequeno e havia outro mas metade do tamanho que até não se valorizou. Pediu para repetir eco passado 10 dias, escusado será dizer que foram uns 10 dias que pareceram 1 ano a passar, já não tinha esperança que a gravidez evoluísse, no dia da eco disse à médica que estava preparada para tudo. Nunca mais dizia nada e aquele silêncio para mim era uma tortura, até que ela diz “então prepara-te que não é 1 são 2”. Não sabia o que pensar, dizer, fazer, foi uma alegria imensa. Nunca tinha pensado na ideia de ter gémeos. Nesse momento pensei que ia ser giro se fosse um menino e uma menina. E assim foi 🙂  foi uma gravidez sem percalços que correu lindamente, tirando o medo que alguma coisa pudesse acontecer.

11748625_10204596594655972_253040411_n
Às 36 semanas acordei com uma moedeira, levantei-me da cama e puff a bolsa rebentou. Ainda fui acabar de fazer a minha mala, a mala do kiko, tomei uma banhoca, levamos Kiko à avó e seguimos para o hospital.

11743563_10204596594295963_795886519_o
Nasceram de parto normal com 35 minutos de diferença. Primeiro nasceu o Miguel com 2310 e 47cm; depois nasceu a Rita com 2270 e 46cm. Foi um parto fantástico cheio de emoção.

11751514_10204596594495968_106834549_o

11744824_10204596594255962_1694575951_o

11749390_10204596594575970_179729894_n
Agora sou mãe de 3 filhotes, mãe de 2 meninos e de 1 menina. Uma aventura todos os dias e cada dia diferente do outro. Muito trabalho, muitas horas sem dormir, roupas para lavar e passar a dobrar, mas tudo compensa no fim com um sorriso dos 3.

11744818_10204596593935954_1008027728_o

Obrigada Patrícia pelo convite para escrever no teu blog.
Gosto muito do blog Mamã de menino, os posts são tão realistas mas sempre com um sentido de humor fantástico, parabéns pelo blogue e desejo-te as maiores felicidades.

Devemos sempre lutar por o que queremos e nunca desistir 🙂 “

Obrigada Ana por partilhares a tua história com a Mamã de Menino, foi sem duvida um gosto mostrar ao “mundo” que tu és uma SUPER MULHER!!! Acredito que quem no segue acabou de recarregar as energias positivas depois de ler a tua história… 🙂

Beijinho cheio de boas energias…

Anúncios

3 thoughts on “Devemos sempre lutar por o que queremos e nunca desistir… :)”

  1. Sem duvida,que a Ana mereceu este final feliz,porque nunca desistiu do seu sonho de ser novamente MÃE e de muitos outros que se vão concretizando.Estes bebes foram esperados com muita ansiedade (minha e de muitos outros),,rezei muito e pedi a minha mãe( que infelizmente já não esta entre nos) ,que rezasse junto comigo para que tudo corresse bem,e graças a DEUS ,a Rita e o Miguel estão de perfeita saúde e com muita alegria para nos contagiar.Parabéns

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s